A transformação digital da indústria marítima


Postado em por Geek Chic

por Felipe Stutz *

O cinema catástrofe e a literatura se encarregaram de mostrar em filmes como Titanic, Poseidon ou livros como Relatos de um Náufrago, o lado mais sombrio de se trabalhar em alto mar. Mas o fato é que operar em algumas das áreas mais remotas do planeta faz com que as companhias de navegação enfrentem desafios específicos que devem ser considerados para melhor responder às necessidades de seus trabalhadores e também para atender aos requisitos dos negócios.

Independentemente de qual setor do mercado envolvido, as empresas de navegação têm três necessidades específicas: assegurar o bem-estar da tripulação, reduzir custos e melhorar a eficiência dos negócios. Todas estas necessidades representam uma crescente demanda por conectividade, e responder a eles é fundamental para a transformação digital. Neste sentido uma tecnologia-chave que traz grandes benefícios a este setor são as redes de satélites VSAT.

Tripulação: Como a tecnologia pode contribuir para seu bem-estar?

A necessidade de manter a tripulação e fornecer uma melhor experiência de trabalho são alguns dos motivos que estão levando as companhias de navegação a investir em comunicações a bordo. As gerações mais jovens de funcionários que estão acostumados a ficar sempre conectados exigem que a indústria se modernize e crie um ambiente de trabalho mais amigável. Na verdade, vemos uma tendência crescente para implantar redes de satélite VSAT para garantir a conectividade quando estão longe do continente. Isso também lhes permite melhorar a segurança, a inteligência operacional e oferecer a possibilidade de ter acesso a telemedicina, que pode ser inestimável em caso de um acidente ou lesão em um local remoto.

Como você pode reduzir custos?

Reduzir custos ou aumentar a eficiência dos mesmos é importante para todas as indústrias, e nos trabalhos em curso em áreas remotas isto se torna ainda mais necessário. A implementação de melhores sistemas de gestão de navios consegue isso por meio da otimização do uso do motor, sistemas de manutenção, a navegação em geral, além de informações sobre o acompanhamento do clima e da carga.

A este respeito, os operadores marítimos estão descobrindo que o serviço VSAT representa apenas 1% dos custos operacionais de um navio e traz grandes melhorias. Além disso, estas soluções proporcionam um controle de custos de conectividade com garantia de disponibilidade, diferentemente de outras soluções de comunicação que tem custos de utilização, e que podem ser muito elevadas.

Alcançar a eficiência

VSAT pode ajudar as empresas a serem mais eficientes controlando melhor a velocidade, o consumo de combustível e reduzindo os tempos de reparação de embarcações. Este último é possível ao poder realizar antecipadamente encomendas de combustível ou peças de reposição, reduzindo o tempo que deveria ser no porto.

Definitivamente a transformação digital é fundamental para este setor e vemos que ela está se movendo para o “navio digital” cada vez mais rapidamente. O VSAT é o primeiro passo para esta mudança, porém há muito mais, como a combinação de redes VPN por satélite e terrestre para se criar um “escritório on board”, com vídeo e serviços de telefonia, acesso a aplicativos corporativos e de acesso à Internet. Também é possível aperfeiçoar plataformas de comutação VSAT para redes 3G / 4G e vice-versa, entre outras questões. O importante é que o departamento de TI das empresas marítimas apostem na inovação e melhorem a maneira de trabalhar nesta indústria. Desta maneira, o lado sombrio de trabalhar no mar, vamos ver apenas nos filmes.

* Diretor de Desenvolvimento de Negócios e Soluções de Conectividade Orange Business Services para América Latina

Facebook Comments
Siga-nos & Curta 🙂

Deixe uma resposta