Whatsapp, VPN e afins


Postado em por Veridiana Serpa

Semana passada, no dia 02/05/16, ocorreu o bloqueio do aplicativo Whatsapp no Brasil, o Passeidireto.com, rede acadêmica com 6 milhões de usuários que busca conectar universitários e seus conhecimentos, avaliou o comportamento da sua base em relação ao aplicativo e entre os entrevistados e os resultados foram:

– 23,9% optaram por não substituir o Whatsapp
– 22,4% disseram ter buscado aplicativos de mensagens similares
– 42% fizeram a escolha de substituir o serviço pela comunicação por meio das redes sociais
– 11,7% utilizaram o serviço de SMS

Muitos usuários do aplicativo optaram por utilizar o VPN (Virtual Private Network) para burlar o bloqueio de WhatsApp, já que a comunicação móvel é o principal meio de relação entre as pessoas, seja no no meio corporativo ou na na vida pessoal.

Diversos sites apresentaram soluções para burlar a imposição restritiva pelo poder judiciário e entre as mais populares e fáceis está a configuração de uma VPN nos dispositivos móveis, seja baixando um aplicativo ou configurando manualmente.

A VPN, rede privada virtual, força a navegação da internet dos dispositivos a fazer um caminho pré-definido a fim de conectar dois computadores, passando pelas redes mapeadas em um roteamento configurado por quem criou esta rede, funciona como uma espécie túnel em uma estrada que desvia o seu carro do caminho normal tomado por todos os outros carros conferindo acesso direto a uma determinada localidade.

A partir do momento que as operadoras foram contatadas para bloquear o serviço, fecharam a sua rede para a navegação dos dados pelo aplicativo Whatsapp no Brasil, quando o usu´rio opta por utilizar uma VPN, o dispositivo passa a navegar na internet usando uma rede virtual privada que não necessariamente é brasileira, passa a navegar estando registrado em outro país e todas as conexões do usuário passam a ser registradas como um tráfico internacional através de um país que não possua restrições, sendo assim o WhatsApp passa a estar liberado.

Segundo Fabio Pacheco, Especialista em mobilidade na Navita, o risco de segurança para smartphones, pessoas e empresas acontece pois uma VPN permite a navegação por uma rede que não tenha restrições para o uso do WhatsApp ao mesmo tempo em que o usuário trafega seus dados por uma rede desconhecida onde não se pode ter certeza se os dados serão ou não interceptados e se todas as conexões serão identificadas.

Imagina o usuário ou empresa que utilizam a VPN que em troca de acessar o WhatsApp permite que tenham acesso a todos os seus dados de navegação e conteúdo em seu dispositivo móvel? Vale os riscos para todos os envolvidos de todas suas comunicações ficarem expostas? O risco dos dados serem roubados, incluindo senhas e fotos?

POr isso muitos usuários procuraram soluções diversas a utilização de uma VPN, como substituir a comunicação instantânea por outros aplicativos que não possuam nenhuma restrição, como Telegram, Hangout, Skype, entre tantos outros.

Agora se o usuário optar em uitilizar uma VPN segura, pode optar pelo servidor VPN Steganos Online Shield VPN para PC e dispositivos Android e iOS, que diferente da ampla oferta de serviços VPN gratuitos que costumam captar os dados pessoais e de navegação do usuário, sem segurança, que expõe o usuário a hackers e empresas que queiram utilizar as suas informações, o Steganos pode ser a solução.

O Steganos Online Shield VPN em celulares Android e iPhone, e também no PC, tem conexão segura oferecida pelo aplicativo, realizada através de servidores localizados em outros países e para utilizar basta acessar o Google Play ou a AppStore da Apple e baixar o aplicativo que uma vez instalado, o usuário somente precisa abrir o aplicativo e arrastar o escudo para cima para ativar a conexão através de um servidor de outro país e poder continuar utilizando, por exemplo, o WhatsApp sem bloqueios.

Os usuários web podem baixar a ferramenta diretamente no site oficial em português e realizar a instalação no PC. Para ativar a conexão através de outro país, clicando em “Proteger conexão”.

Leia também “Alguns apps alternativos ao Whatsapp

Facebook Comments
Siga-nos & Curta 🙂

Deixe uma resposta