O DevOps possibilita mais agilidade e diminui os riscos do seu negócio


Postado em por Geek Chic

*Por Eduardo Floriano

A oferta de AMS (Application Management Services) proporciona à empresa, através do DevOps, mais agilidade, um ambiente de desenvolvimento padronizado e automação de processos operacionais na produção de softwares e serviços. Fato consumado.

Para entender melhor, o DevOps é a relação de interdependência entre desenvolvimento de software e operação de TI. Ou seja, é um trabalho colaborativo e harmônico entre esses dois times. O resultado desta junção é a entrega de aplicações, conhecidos por releases, mais rapidamente, com maior frequência e com aumento da qualidade do software implantados nos ambientes de infraestrutura. Consequentemente, atrelados a estes benefícios, há um aumento significativo na satisfação dos usuários e TI, bem como no atendimento do time to market e melhoria na eficiência do negócio.

O time de desenvolvimento ágil possui o foco na geração de novas aplicações ou releases ininterruptamente para atender as necessidades do negócio, enquanto o time de operação de TI foca na estabilidade e disponibilidade das aplicações para o usuário. A grande dificuldade encontrada pelas empresas é fazer com que esses dois times, com funções tão dispersas, consigam trabalhar juntos em prol de um mesmo objetivo.

Para isso, é necessária a mudança de cultura da companhia como um todo, envolvendo processos e práticas, como integração e entregas contínuas, que por meio de processos automatizados de teste unitários e funcionais, qualidade do código, liberações de novas versões de software nos ambientes de infraestrutura, e monitoramento proativo e constante por ambos os times, traz, além do ganho de produtividade percebida pelo usuário final e de TI, a garantia de um produto estável e com alta disponibilidade dos sistemas no ambiente produtivo.

Há ainda a questão da eficiência dos custos operacionais da TI, redução do TCO (Total Cost of Ownership), atingida durante o processo de desenvolvimento, na identificação de defeitos com antecedência, na redução do tempo de implementação e testes, bem como na manutenibilidade, que devido à aderência das boas práticas de desenvolvimento do código do software e da necessidade de um menor tempo para adequar o software a novos requisitos, por exemplo, proporciona economia.

A união de uma operação fundamentada e operada seguindo as boas práticas, uma boa governança sobre os ambientes de infraestrutura e equipes movidas pela cultura do DevOps permite à empresa maior crescimento, mais agilidade e qualidade no seu negócio. Fique atento.
Eduardo Floriano é diretor da área de AMS (Application Management System) da Sonda IT.

Facebook Comments
Siga-nos & Curta 🙂

Deixe uma resposta