LogMeIn – kits de emergência para trabalho remoto

.Apps/Softwares

A adoção de políticas favoráveis ao trabalho remoto leva tempo e necessita do apoio dos executivos e de preparação por parte do empregado e do empregador.

Para ajudar no preparo do time para o trabalho remoto, a LogMeIn, destaca alguns desafios a serem considerados caso esteja preparando uma política de trabalho remoto para sua organização – seja para uma emergência temporária ou para colher benefícios no longo prazo.

Anúncios
  1. Treine uma equipe virtual.

Integrar profissionais remotos, treinados e atualizados requer uma certa habilidade. Sem o recurso de aprender por meio de observação direta e interação diária no escritório, os funcionários remotos precisam de uma abordagem personalizada. O sucesso nessa área dependerá, em grande parte, de como você vai se comunicar. E-mail? Mensagens instantâneas? Vídeos chamadas? Todos são ótimos, porém quando surgirem condições inesperadas de trabalho, lembre-se de ter uma discussão honesta com sua equipe sobre possíveis barreiras e implemente uma abordagem que funcione para todos os indivíduos.

Por exemplo, seminários on-line (ao vivo ou pré-gravados) permitem que funcionários aprendam em seus próprios ritmos, mantendo-os envolvidos – um desafio fundamental no e-learning atualmente. Além disso, o aproveitamento dos recursos de compartilhamento de tela em uma ferramenta como o GoToMeeting minimiza a confusão e facilita a compreensão de conceitos difíceis de entender por equipes dispersas.

  1. Defina uma cultura para a empresa.

Criar uma cultura única no local de trabalho é difícil quando sua equipe está distribuída pelo mundo e em diferentes fusos horários. Encontrar um horário em que todos membros da equipe possam participar de uma reunião já é um desafio. Imagine tentar reunir todos para desenvolver a coesão que surge das interações casuais no “cafezinho”, sem um espaço físico onde todos se encontram.

Como solução, tente usar tecnologias modernas de telecomunicações. Sistemas VoIP hospedados ou plataformas de Comunicação e Colaboração Unificada (UCC, no acrônimo em inglês) oferecem às empresas a oportunidade de manter a comunicação o tempo todo. Isso oferece às equipes geograficamente separadas mais opções para promover a conexão entre os membros.

  1. Propensão a falhas de comunicação.

Equipes virtuais usam e-mails, mensagens e telefonemas para se comunicar com colegas. Nesse contexto, tom e linguagem corporal – elementos importantes para construir relacionamentos e estabelecer clareza – são perdidos na comunicação. Sem eles, é fácil extrair informações do contexto ou interpretar mal as situações.

Para resolver isso, incentive os membros da equipe a assumir sempre uma postura positiva. Mesmo quando o discurso não está indo tão bem quanto você gostaria, nunca assuma que o colega está sendo agressivo. Isso geralmente muda a conversa para uma direção negativa que pode afetar as relações de trabalho.

Ao trabalhar em condições que não sejam as ideais, é extremamente vital considerar o impacto que o trabalho remoto pode ter na produção das empresas. Felizmente, não é nada que uma boa perspectiva e soluções tecnológicas apropriadas não possam resolver.

Comentarios FB
Siga-nos & Curta 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.