App d.book transforma fotos digitais em livros

.Apps/Softwares

Aplicativo exclusivo para o mercado brasileiro, o d.book possibilita escolha e diagramação automática para confecção de fotolivros em um único click

Cada um de nós transformou o celular, ao longo dos últimos anos, no grande captador e armazenador pessoal de imagens. Segundo o Mobile First World pela Adobe Digital Trends , o Brasil é o quinto país com o maior número de smartphones. A 29º Pesquisa Anual de Administração e Uso de Tecnologia nas Empresas aponta que são cerca de 220 milhões de aparelhos ativos em 2018 no Brasil. Recordações e os grandes momentos da vida passaram a ser centralizados nos smartphones.

Anúncios

Se por um lado isso traz grandes vantagens, por outro, ficou muito mais difícil encontrar, e ainda mais complexo escolher as melhores imagens dentro de um volume gigantesco de arquivos armazenados no celular. Pensando nisso, o Grupo Digipix, com atuação 100% online e que opera o maior e mais moderno laboratório de impressão fotográfica da América Latina, incansável na busca por oferecer serviços de qualidade, personalizados, em grande escala no mundo da fotografia, traz para o consumidor o que há de mais moderno e ágil na impressão de fotos digitais.

Um aplicativo inédito para o mercado brasileiro gera um fotolivro digital, utilizando inteligência artificial para identificar momentos relevantes, selecionar imagens e colocar as fotos nas páginas, de forma totalmente automática.

Após a instalação do aplicativo d.book, que inicialmente estará disponível para o sistema Android (mais de 90% dos smartphones do Brasil utilizam o sistema Android, segundo a consultoria IDC), será iniciada a busca dos momentos no dispositivo. O usuário poderá ver as sugestões, modificá-las ou marcar como favoritas. Em seguida, ele poderá visualizar o álbum pronto, editar e escolher o modelo de fotolivro que deseja comprar.

A inteligência artificial é aplicada em três momentos: seleção de momentos vividos pelo usuário, por exemplo a viagem das últimas férias; escolha das melhores fotos dentro destes momentos, considerando diversos fatores, inclusive enquadramento, resolução, nitidez, iluminação, olhos abertos, sorrisos, repetição (ou quase repetição) de imagens, identificação de documentos e screenshots, entre outros; diagramação do fotolivro automaticamente preservando a estética e a cronologia da história.

A inteligência artificial sempre irá considerar as melhores resoluções para aplicação no fotolivro. O cliente também tem disponível uma ferramenta de correção automática das imagens (chamada de “tempero” no aplicativo), que corrige itens como cores iluminação e nitidez.

O desenvolvimento do aplicativo e dos equipamentos necessários para a confecção dos fotolivros consumiram cerca de US$ 1 milhão, sem considerar toda a infraestrutura tecnológica e operacional que a Digipix já tinha para os livros encomendados por meio de sites.

Facebook Comments
Siga-nos & Curta 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.