Tecnologia na educação infantil – dicas PLayKids

A tecnologia já faz parte da vida de qualquer pessoa e um dos grandes dilemas dos pais é equilibrar o acesso permitindo que a criança fique conectada, mas de maneira segura e saudável. Até uma certa idade, é possível ter total controle sobre o conteúdo a que os pequenos são expostos, mas depois de um tempo, vai ficando cada vez mais difícil e é sempre uma negociação para os pais.

Segundo Cynthia Spaggiari, coordenadora da equipe de curadoria da PlayKids, é importante que os pais e responsáveis ofereçam conteúdos curados e direcionados para o desenvolvimento cognitivo das crianças, além de estarem constantemente presentes, acompanhando o que as crianças estão consumindo e por onde estão navegando.

Abaixo cinco dicas da especialista em conteúdo infantil para ajudar a ensinar as crianças a lidarem da melhor forma com a tecnologia:

  • Orientação direcionada para pais e filhos

  1. É papel dos pais e responsáveis orientar as crianças na utilização da tecnologia,
  2. É importante que busquem informação e conteúdo para entender a melhor forma de gerenciar esse contato
  3. É importante adequar as expectativas diante do ritmo e desenvolvimento de cada criança – ou seja, independentemente do tipo de atividade oferecida, cada ser humano evolui e aprende de uma forma e em um momento diferente e pessoal.
  • Supervisão do que as crianças estão fazendo

  1. Uso supervisionado de recursos digitais pode ser muito favorável em se tratando dos aspectos sociais e emocionais dos pequenos
  2. Participação dos pais em atividades e vídeos colaborativos pode contribuir para o desenvolvimento cognitivo das crianças
  • Equilíbrio entre online e offline

  1. Conciliação e equilíbrio entre estratégias digitais e atividades ao ar livre é de grande importância para o desenvolvimento infantil, especialmente para que haja pleno desenvolvimento das habilidades motoras, cognitivas e sócio-emocionais.
  • Rotina das crianças

  1. Converse sobre o dia a dia delas dentro de casa, para que possam se conscientizar da importância de realizar algumas tarefas (guardar os brinquedos, recolher a roupa no cesto após o banho)
  2. Isso auxilia o senso de organização e raciocínio lógico, evita o conflito emocional e frustração na hora de desligar as telas
  3. A criança entenderá que o momento de brincar com dispositivos tecnológicos é equivalente aos momentos de cumprir suas tarefas
  • Foco nos conteúdos curados

  1. Produtos como Playkids Explorer aproxima o mundo digital (com recursos como a Realidade Aumentada) e o mundo físico (com livros personalizados e atividades educativas), de forma saudável, exemplificam com excelência o papel da mediação entre mundo online e offline.
  2. O Explorer viabiliza esse contato e desperta não só o interesse por novas temáticas, mas também estimula a leitura do livro físico, por exemplo.
  3. É sempre importante privilegiar conteúdos que já tenham passado por critérios literários e pedagógicos, que tenham como foco não só o entretenimento, mas também o lado educativo das atividades.
Facebook Comments
Siga-nos & Curta 🙂

Post Author: Veridiana Serpa

Veridiana Serpa é editora do Geek Chic e do 30&Alguns, administra as comunidades Brazilians Abroad, Firma Produções e Mãe de Gente no Facebook. Designer de bio-jóias, editora de vídeo, Turismóloga, mãe, esposa, geek que tem presença e influência na internet desde 1999, além de ter sido colaboradora nos blogs Digital Drops, Nossa Via e Deusario e TechTudo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.