Casa inteligente com Bluetooth da Telit

Postado em por Veridiana Serpa

Em um cenário ligado à Internet das Coisas, aplicações como as escovas dentais se conectam ao smartphone e exibem a sua escovação em 3D ou, tornozeleiras eletrônicas que monitoram presidiários, soluções que controlam toda a iluminação nas grandes cidades, rastreadores para veículos automotivos, cadeados IoT para clubes, academias e datacenters – onde é possível fazer a abertura com o celular são possíveis graças ao Bluetooth.

Com o avanço tecnológico o Bluetooth é um forte aliado na concepção de soluções IoT e transforma modelos de negócio ao redor do mundo. A Telit continua investindo na oferta de produtos e serviços para transformar o dia a dia dos usuários, startups, empresas e governo.

Com o avanço da tecnologia a capacidade de conectar objetos a coisas inanimadas se tornou realidade, principalmente no projeto da casa inteligente. Atualmente a Telit já tem diversas soluções voltadas para a segurança patrimonial e a tendência é trazer mas praticidade para o dia a dia dos milhares de lares brasileiros com a linha de Bluetooth da empresa devendo se firmar ainda mais nos próximos anos.

No novo portfólio da telit, tecnologias de curto alcance e que agregam tecnologia NFC para pagamentos mobile, BLE e redes Mesh para a conexão e transmissão de dados de dispositivos sem fio, marcando, assim, uma nova era de baixo consumo de energia. Com a novidade do wirepas, central de comunicação de rádio descentralizada, é possível a criação de uma rede mesh para a Internet das Coisas, eliminando a necessidade de repetidores, pois transforma cada dispositivo em uma espécie de routerinteligente. O wirepas é adequado para implementações em grande escala como medidores, cidades e edifícios inteligentes, bem como para as áreas de iluminação pública e logística.

Torres inteligentes que abastecem grandes operadoras de celular

Em parceria com a Telit, a Promont a expectativa é integrar a fechadura inteligente em 67 mil torres nacionais a partir do contrato já estabelecido com grandes operadoras e a implantação da solução em 500 mil torres de redes internacionais até o final de 2027.

A fechadura é integrada ao armário de equipamentos das torres de Telecom, onde é possível realizar, em qualquer horário, a manutenção por técnicos especializados, evitando furto de materiais por terceiros, melhor gestão do horário da equipe de manutenção e a não necessidade de se utilizar chaves ou cadeados, pois a abertura é feita por intermédio de uma chave digital cadastrada no celular.

 

Facebook Comments

Deixe uma resposta