Finalistas do torneio universitário Telit Cup Brasil


Postado em por Veridiana Serpa

Com o objetivo de incentivar o empreendedorismo em sala de aula a Telit anunciou os 13 projetos finalistas da 2ª edição do Telit Cup Brasil, competição universitária voltada para os cursos superiores de Engenharia e Ciência da Computação e cursos técnicos de Eletrônica e Automação, recebeu dezenas de inscrições de diversas universidades de todo o país, cuja última fase da competição será realizada em São Paulo, no dia 15 de agosto, com a apresentação dos 13 protótipos à comissão julgadora composta por três executivos do setor de TI.

Os estudantes vencedores ganharão uma viagem com tudo pago para participar de uma das maiores feiras de inovação e tecnologia do mundo, a CTIA, em Las Vegas e o objetivo do torneio é promover projetos inovadores ligados à Internet das Coisas.

Conheça os 13 projetos finalistas do Telit Cup Brasil:

Universidade Federal do ABC – Sistema Acústico de Monitoramento (SAM);

USP São Carlos – Controle Inteligente do Aedes Aegypti usando Internet das Coisas;

Universidade de São Paulo – Monitoramento de rios e prevenção de dados causados por inundações;

Universidade de São Paulo – Programa de Acompanhamento para Idosos (PAI);

Universidade Federal de Santa Maria – Sistema Inteligente de Coleta de Resíduos;

Centro Universitário do Rio Grande do Norte – Rastreador de Emergência;

Instituto Mauá de Tecnologia – Sistema de monitoramento e gerenciamento para a terceira idade;

Instituto Mauá de Tecnologia – Automatização de semáforos;

Universidade Tecnológica Federal do Paraná – Avaliador de Qualidade do Ambiente de Trabalho;

Universidade Tecnológica Federal do Paraná – Monitoramento de vagas de estacionamento em vias públicas;

Universidade de Franca – Sistema dinâmico de localização de rotas para ônibus;

Universidade de Franca – Dispositivo de Integração para Vendedores Porta a Porta;

Universidade de Franca – Sistema de alerta contra enchentes.

A propriedade intelectual de todas as soluções desenvolvidas durante a competição pertencerá exclusivamente aos estudantes e professores responsáveis por sua criação.                      

Os ganhadores da 1° edição do Telit Cup são da Universidade de São Paulo (USP) São Carlos. Os estudantes Renata de Camilo e Renato Nunes Moraes apresentaram durante o Telit DevCon o Sistema Automático de Umidificação de Parques (SAUPA). A solução busca estabelecer, de maneira inteligente, um nível de umidade relativa do ar confortável em ambientes abertos a prática de esportes.

 

ATUALIZAÇÃO – 17/08/2016 – confira abaixo todos os projetos apresentados na Telit Cup Brasil:

SysClean – Sistema Inteligente de Coleta de Resíduos – Universidade Federal de Santa Maria (primeira colocação)

Com uma proposta inovadora, o grupo de estudantes pertencente à Universidade Federal de Santa Maria trouxe o projeto chamado SysClean. O objetivo é trazer um sistema que pudesse monitorar, de forma eficaz, todos os contêineres das cidades onde são depositados os resíduos diários. Caso o contêiner esteja cheio, um sensor será responsável por enviar alertas para a central realizar a troca por um recipiente novo. Segundo pesquisas trazidas pelos próprios estudantes, os caminhões de lixo são os que mais emitem dióxido de carbono. Para solucionar este problema, a solução busca diminuir a poluição ambiental, sonora e visual, com melhorias na mobilidade urbana e qualidade de vida das pessoas. O SysClean é voltado para empresas responsáveis pela coleta, empresas fornecedoras de contêineres, prefeituras e Governo Federal.

Monitoramento de Vagas de Estacionamento em Vias Públicas – Universidade Tecnológica Federal do Paraná (segunda colocação)

Um sistema de monitoramento de vagas para auxiliar o usuário na hora de estacionar o veículo. Este foi o projeto apresentado pelos alunos da Universidade Tecnológica Federal do Paraná e que ganhou a segunda colocação na Telit Cup Brasil. Por meio de um aplicativo no dispositivo móvel e câmeras instaladas em pontos estratégicos das cidades, a solução possibilita visualizar vagas livres, além de monitorar as de uso preferencial para idosos e para pessoas com necessidades especiais. De fácil instalação para as vias públicas, o controle das vagas é realizado de forma simultânea. O produto seria viabilizado para órgãos públicos e estacionamentos particulares.

Sistema Dinâmico de Localização de Rotas para Ônibus – Universidade de Franca (terceira colocação)

O projeto dos alunos da Universidade de Franca é o BusMe, uma maneira de revolucionar a forma como os usuários utilizam os transportes públicos nas cidades. Por meio de aplicativo no celular, a pessoa poderá ganhar praticidade, segurança e a melhor administração de seu tempo, podendo saber qual a posição de seu ônibus. O projeto, na prática, teria um módulo em funcionamento dentro dos transportes coletivos para o envio de todas as coordenadas e rotas – cadastradas de maneira automática. A visualização é em tempo real e a solução é voltada para empresas de transporte público para servir de diferencial tecnológico.

Programa de Acompanhamento de Idosos (PAI) – Universidade de São Paulo

Os alunos da Universidade de São Paulo (USP) apresentaram a solução chamada Programa de Acompanhamento de Idosos (PAI). Para eles, acidentes domésticos, quedas ou até mesmo confusão mental são problemas bastante corriqueiros em pessoas de idade avançada. Pensando nestas questões, os alunos criaram a solução chamada PAI para casos específicos de emergência. Com o módulo IoT da Telit, foi possível criar um sensor que envia alertas para o telefone celular para os que acompanham diariamente quem tanto ama. A solução é capaz de evitar acidentes e garantir a segurança do idoso. De fácil instalação, o dispositivo fica acoplado à residência, com módulos autônomos ou integrados a uma central. Há um microfone que serve como sensor de presença, monitorando também as saídas inesperadas dos idosos durante a madrugada.

Potiguar – Emergency Tracker (Rastreador de Emergência) – Centro Universitário do Rio Grande do Norte

Os alunos trouxeram uma solução que é capaz de indicar locais que ocorreram acidentes de forma rápida por meio da sensorização do produto. O benefício da solução está ligado diretamente à busca pela diminuição do tempo de atendimento médico. O público-alvo são os motociclistas e as empresas que trabalham com tele entrega. A ferramenta funciona de forma automática e escalável, com a possibilidade de integrar a solução IoT ao sistema de ambulância da região.

 

Sistema de Monitoramento e Gerenciamento para a Terceira Idade – Instituto Mauá de Tecnologia

No Brasil, cerca de 8% da população é composta por idosos – segundo o IBGE. Pensando na qualidade de vida desta parcela da população e na preocupação da família em relação aos cuidados diários com os seus entes queridos, que os estudantes do Instituto Mauá de Tecnologia trouxeram a solução chamada Sistema de Monitoramento e Gerenciamento para a Terceira Idade. O intuito é organizar o dia a dia do idoso, auxiliando-o na hora de tomar todos os seus medicamentos. O protótipo, basicamente, abre um compartimento com todos os remédios que o idoso necessita tomar, com emissão de alertas pelo telefone celular – sincronizado diretamente a solução apresentada (que possui o formato de uma pequena caixa automatizada).

Semáforo Inteligente Dinâmico (SID) – Instituto Mauá de Tecnologia

Com base em um banco de dados, amostragem e dados das prefeituras, os alunos criaram a solução de nome SID – Semáforo Inteligente Dinâmico. O objetivo é automatizar as grandes vias das cidades e melhorar a circulação dos ônibus. Por meio de tecnologia IoT e uma rede interligada, os estudantes trouxeram um sensor de proximidade, onde é possível diminuir o tempo do sinal vermelho e dinamizar o caminho dos transportes públicos. A implementação inclui central de processamento de dados, envio e recebimento de dados via 3G, hardware para controle dos semáforos e contagem de passageiros. O público-alvo são as empresas públicas responsáveis pelo transporte coletivo nas cidades.

Avaliador de Qualidade do Ambiente de Trabalho – Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Os estudantes da Universidade Tecnológica Federal do Paraná trouxeram um projeto que visa auxiliar as empresas no monitoramento constante das condições de ambiente de trabalho, com base nas Normas Regulamentadoras Brasileiras. A solução é viabilizada por meio de um hardware pequeno, onde é possível monitorar os índices como partículas de poeira, umidade do ar e intensidade sonora. Sensores serão capazes de realizar o monitoramento constante dos mais diversos ambientes como escritórios, fábricas, consultórios clínicos, etc.

Sistema de Alerta contra Enchentes – Universidade de Franca

Desastres naturais afetaram mais de 2,8 bilhões de pessoas, com prejuízos superiores a 1,7 trilhões de dólares. Pensando nisso, os estudantes da Universidade de Franca projetaram a solução de nome Sistema de Alerta contra Enchentes para garantir o bem-estar e segurança de seus habitantes. O sistema coleta os dados de beiras de córregos e rios. Esses dados são processados e armazenados em rede para o controle de possíveis desastres naturais – enchentes. A solução possui luzes de sinalização para, em tempo real, informar pontos afetados pela chuva.

Dispositivo de Integração para Vendedores Porta a Porta – Universidade de Franca

Para facilitar a rotina dos vendedores porta a porta (conhecidos como itinerantes), o projeto da Universidade de Franca traz a medição do volume de vendedores itinerantes e o estoque que eles possuem. O projeto facilita no atendimento estratégico de demandas, dividido por cada região. Por meio de um aplicativo, é possível localizar o vendedor de forma mais efetiva, com a concepção de rotas de vendas, compras online e controle de estoque em tempo real. O Sistema de reputação do app beneficia o vendedor que gera a menor taxa de poluentes e o benefício é um espaço maior para propagandas.

 

Facebook Comments
Siga-nos & Curta 🙂

Deixe uma resposta