Projeto brasileiro de pulseira para detectar hipoglicemia

Postado em por Veridiana Serpa ?>

EasyGlic, pulseira capaz de detectar o estado hipoglicêmico de um paciente e desenvolvida pela EasyMedical, possui tecnologia capaz de identificar estado hipoglicêmico de forma simples e sem sangue. O produto, que já passou pelas fases de estudo, desenvolvimento, criação da tecnologia, app e protótipo, agora está com sua campanha de financiamento coletivo pela Kickante e pretende arrecadar a quantia necessária para iniciar a produção em massa.

O bracelete, hipoalérgico com bateria de alta duração, é indicado para pessoas com histórico de hipoglicemia como diabéticos e atletas. De fácil utilização, o dispositivo é capaz de detectar quando o estado hipoglicêmico está se aproximando e emite um alerta ao usuário que pode adotar atitudes de prevenção. Além da pulseira, a EasyMedical também desenvolveu um app para smartphone, disponível pra iOS e Android, onde o usuário pode armazenar todas as informações coletadas, além de emitir um aviso a todos números previamente cadastrados no aplicativo.

Crianças e idosos, por exemplo, que têm um pouco mais de dificuldade ao detectar os sintomas da hipoglicemia, podem usar o bracelete como segurança, e caso aconteça alguma ocorrência, o aplicativo irá notificar os números dos responsáveis que poderão ajudar o usuário.A hipoglicemia é o estado onde há diminuição da quantidade normal de glicose no sangue, e pode atingir pessoas com diabetes e atletas, por exemplo. O baixo nível de glicose no sangue pode causar uma série de sintomas desagradáveis e, no caso de hipoglicemia, pode levar à inconsciência, coma ou até à morte.

A campanha, no ar pela Kickante, pretende arrecadar R$500 mil, e receberá contribuições até o dia 29 de agosto. Para estimular as colaborações, os criadores oferecem recompensas como calendário para controle da glicemia (R$ 25), caneca personalizada (R$ 50) e o próprio bracelete (R$ 500).

Para kickar, acesse: http://www.kickante.com.br

Facebook Comments

Deixe uma resposta