Steganos Safe : previne o roubo de informação armazenada na nuvem


Postado em por Veridiana Serpa

O armazenamento de arquivos na nuvem é uma tendência consolidada tanto no âmbito corporativo como pessoal, graças as  vantagens de poder acessar todos os seus arquivos de forma compartilhada com outros usuários e, ao mesmo tempo, poder visualizá-los e inclusive editá-los em qualquer dispositivo, porém a partir do momento em que o usuário sobe um arquivo na nuvem, o conteúdo enviado deixa de ser totalmente privado, subir informações nestes servidores representa um risco, (exemplificado em escândalos de difusão de fotos íntimas de famosos retiradas das suas contas pessoais na nuvem). Até mesmo servidores respeitados, gigantes mundiais, sofreram ataques de hackers que conseguiram acessar todo tipo de arquivos e informação particular dos seus usuários.

Para se proteger destes ataques, uma série de medidas preventivas reduzem os riscos das informações cairem nas mãos erradas. Steganos, aconselha unir a criptografia de arquivos com medidas de prevenção do acesso à conta. Atualmente existem ferramentas especializadas na proteção da informação que são simples e estão ao alcance de todo mundo.

Criptografia de arquivos – faz que um arquivo seja inutilizável por um usuário não autorizado a acessá-lo, se o arquivo for interceptado ou copiado, terceiros que não disponham da senha correspondente não poderão visualizá-lo. Com ferramentas seguras de criptografia como Steganos Safe, os dados estão a salvo de perdas, roubos e hackers.

O programa funciona como um cofre virtual. Cria-se uma unidade segura que só pode ser aberta com a senha correta. A ferramenta utiliza o avançado algoritmo de criptografia AES- XEX de 384 bits e permite criar unidades seguras de até 2TB. Ao criar um cofre virtual sincronizado com Dropbox, Google Drive ou Onedrive, os arquivos se enviam para a nuvem já criptografados, garantindo proteção e privacidade completa de todos os dados.

Para criar um cofre virtual na nuvem com Steganos Safe, basta seguir estes passos:

1. Abra o programa e clique em “Criar unidade segura nova”. Selecione “Cloud Safe” e escolha entre Dropbox, Google Drive e Microsoft Onedrive.

2. Nomeie a unidade segura e defina o seu tamanho (mínimo de 2MB e máximo de 2TB), dependendo do espaço que tenha livre na sua conta na nuvem e no seu PC.

3. Defina uma senha de acesso ao cofre virtual. Si deseja aumentar a segurança da unidade criada, pode gerar uma senha segura com a ferramenta oferecida pelo programa ou utilizar PicPass, que é uma combinação de imagens como senha.

4. A seguir, basta adicionar os arquivos à unidade segura. Quando fechar a unidade, estas se sincronizarão automaticamente com o serviço de armazenamento na nuvem selecionado. A unidade criada será visível em Dropbox, Google Drive e OneDrive. Para máxima segurança dos dados, só poderá ser aberto em um PC que tenha o programa instalado e com a senha correta.

A senha deve ser complexa, com uma extensão superior a 8 caracteres, além de incluir letras minúsculas, maiúsculas, números e caracteres não alfanuméricos.

 O usuário não deve repetir a mesma senha em diferentes serviços, preferível utilizar um gestor de senhas, como Steganos Password Manager, para gerar senhas invulneráveis e armazenar senhas a repetir as mesmas nos seus diferentes acessos.

Um sistema de segurança antivírus diminuirá o risco de que o seu dispositivo seja invadido por um malware ou trojan. Este tipo de ataque ao dispositivo pode ocasionar o roubo das credenciais de usuário para entrar em contas pessoais e o consequente acesso a todo tipo de informação armazenada na nuvem. Mantenha-o sempre atualizado.

Facebook Comments
Siga-nos & Curta 🙂

Deixe uma resposta