TI: a base de sustentação para qualquer negócio


Postado em por Geek Chic

Por: Antonio Loureiro, diretor-presidente da Conquest One

A tendência de automatizar processos é cada vez mais comum nas organizações que buscam a excelência operacional, e isso tem impulsionado os investimentos em Tecnologia da Informação e Comunicação – um dos motivos que faz a área crescer acima da economia. Independente do ramo de atuação da empresa, o investimento em TI deve ser preservado, pois ele é a base de sustentação para qualquer negócio. Por isso, uma das áreas que requer investimento em TI é a segurança da informação, pois as empresas devem tratar os dados corporativos como o bem mais valioso, e investir em processos de governança centralizados em TI.

Vou te explicar por que. Você já imaginou um banco cortando investimentos em tecnologia ou postergando a atualização dos softwares? A realidade é fora da curva para uma instituição financeira que lida com os mais variados tipos de investimentos e informações sigilosas, mas não deve ser para os micro e médios empreendedores, pois o sigilo da informação, a segurança dos seus dados internos e dos dados dos seus clientes irá garantir a sustentabilidade do negócio, em curto, médio e longo prazo.

Hoje, todas as empresas lidam com dados sensíveis e informações confidenciais que são salvas na nuvem e/ou nos dispositivos corporativos. E quem garante a segurança? O investimento correto em TI. A tecnologia, quando aplicada da maneira certa, pode evitar fraudes, invasões em sistemas e garantir a saúde da empresa, por isso é importante que tanto o pequeno empresário que atua com matéria prima, quanto o grande empreendedor do varejo, enxerguem a TI como uma parte estratégica da organização.

Se as empresas não investirem em tecnologia, atividades simples como o despacho de mercadorias, emissão de notas, compras de matéria-prima, pagamento de funcionários, entre outras, serão comprometidas, o que torna a área essencial para o negócio até quando ele vai mal. Afinal, como quantificar perdas e oportunidades sem tecnologia? Como gerar insights e avaliar novas oportunidades sem Business Intelligence?

Por uma governança mais efetiva

Vemos grandes marcas sofrerem prejuízos financeiros, muitas vezes incalculáveis, por causa de brechas deixadas nos sistemas de segurança da informação. Por isso, um conselho para você, empresário que se preocupa com as informações da sua empresa: tenha processos de governança e processos cada vez mais claros e efetivos, se quiser garantir a segurança das suas informações corporativas.

A governança não pode envolver apenas as informações básicas, como controle de e-mails, segurança da conexão com a internet, mas deve incluir fatores menores e que aparentemente não apresentam riscos, como os relatórios descartados no lixo eletrônico, treinamento do funcionário em relação ao uso da informação que ele tem acesso, e a gestão dos dispositivos dele fora e dentro do ambiente corporativo.

Do ponto de vista da informação, a área de governança é estratégica dentro da corporação, e por isso, ela precisa crescer e não se restringir apenas aos processos básicos de TI, mas deve envolver todos os processos organizacionais, pois as brechas além de gerar prejuízos financeiros, podem comprometer a sobrevivência do negócio e a reputação da sua marca perante o mercado.

Facebook Comments
Siga-nos & Curta 🙂

Deixe uma resposta