RISAIKURA MS-N53 da Panasonic: reciclando lixo orgânico e transformando em adubo

No dia 26 de Abril, a Panasonic irá colocar no mercado Japonês a recicladora RISAIKURA MS-N53, com capacidade de armazenar até 2kg de lixo orgânico (como pedaços de alimentos), que então mistura e colapsa em adubo com o auxílio de calor e do catalisador de platina, adubo esse, que pode ser usado em jardins.

Com um número de opções diferentes relacionando até que ponto o lixo é secado – entre três e seis horas, os usuários podem selecionar a opção mais curta caso queiram criar adubo com mais proteína ajudar a fertilização de plantas e verduras, enquanto a opção mais longa serve para fertilização a longo prazo, como de árvores.

O Panasonic RISAIKURA MS-N53 mede 268×365×550mm, pesa 12kg e utiliza energia elétrica. Preço: ¥85.000 (~USD$881).

Obs: Um modelo menor, o MS-N23, tem uma capacidade de 1 kg. Preço:  ¥65,000 (~USD$675).

fonte: Fareastgizmos

Facebook Comments
Siga-nos & Curta 🙂

Post Author: Veridiana Serpa

Veridiana Serpa é editora do Geek Chic e do 30&Alguns, administra as comunidades Brazilians Abroad, Firma Produções e Mãe de Gente no Facebook. Designer de bio-jóias, editora de vídeo, Turismóloga, mãe, esposa, geek que tem presença e influência na internet desde 1999, além de ter sido colaboradora nos blogs Digital Drops, Nossa Via e Deusario e TechTudo.

2 thoughts on “RISAIKURA MS-N53 da Panasonic: reciclando lixo orgânico e transformando em adubo

    eliane muller nogueira

    (13 de maio de 2009 - 11:24)

    Seria muuito legal se cada um tivesse um desses em casa, e seria mais legal ainda se o preço fosse mais acessível,e mais, mais legal ainda se tivéssemos plantas o suficiente para adubá-lasem nossos cubículos de apartamentos…

    Galeria da semana | Geek Chic

    (31 de julho de 2011 - 04:05)

    […] RISAIKURA MS-N53 da Panasonic: reciclando lixo orgânico e transformando em adubo […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.